Vedando caixa de engrenagens

14 de agosto de 2011

Esta semana mudei de casa e minha vida está uma bagunça. Todas as minhas coisas encaixotadas, colchão no chão e por ai vai. Com isso o projeto ficou meio de lado, mas foi possível já lavar tudo e vedar. Da próxima vez é só montar.

Fiquei em dúvida quanto a que tipo de “vedante” usar na caixa de engrenagens, sendo que eram frestas pequenas e não sabia se o silicone automotivo ficaria bem aderido depois de imerso em óleo. A outra opção era usar uma resina epóxi.
Como no passado já havia comprado uma epóxi especial para metal, chegou a hora de testa-la.
Porém antes de usá-la, resolvi gastar os últimos eletrodos de inox para fechar os cordões do fundo da caixa. Isso já melhora a vedação e tira um pouco da responsabilidade das costas da cola.

Caixa soldada e já polida.
Fixei duas aletas ao lado do filtro de óleo para evitar que ele bata no chão ou na mesa. Assim fica mais protegido.
Quando comecei a usar esta cola (Epoxy Steel) fiquei impressionado com o tanto que o cheiro dela é forte. E como eu estava preparando bastante cola, chegava a ficar impossível respirar encima dela. O mais estranho é que ela muda de cor, um componente é azul transparente e o outro rosa transparente. Ao misturar os dois ela fica turva e com um aspecto gosmento. Depois de aplicada, quando começa a “curar” ela fica branca leitosa.
Vedando fresta externa.
Vedando cantos internos.

Depois de algum tempo trabalhando com esta cola fedorenta, comecei a achar que era a cola mais fedida que já usei na minha vida.
Pior que esta... só a Plexus!
Nossa! Falando em Plexus, bem que o cheiro dela é muito parecido. E o tempo de cura é o mesmo. É! Acho que esta é uma Plexus Xing Ling, muito possível.
Fedorenta já é, só falta ser resistente e forte como a Plexus, hehehe.

Abraços
Wurs

4 comentários:

Marcos Passos 14 de agosto de 2011 19:00  

Eu estou pensando como vou vedar o meu ainda. Como ele vai ter carenagem, acho que vou usar borrachas vedantes. Ah, também estou de olho no seu projeto de pinball, muito massa!

Wurs 14 de agosto de 2011 19:14  

Para o caso de poeira e respingos de água, uma borracha macia já resolve muito bem. O complicado é segurar líquidos dentro, hehehe, eles teimam em sair.
Tadinho do Pinball, tá super parado.
Tenho que tirar ele da geladeira e reativar a restauração. Tempo tem sido o maior complicante ultimamente.

Marcos Passos 15 de agosto de 2011 00:24  

Nem fala, eu costumo trabalhar nos finais de semana, mas minha namorada encrenca as vezes. Mudando de assunto, estou trabalhando no guidão o Áribos (ele faz movimentos laterais) que já está ótimo, mas eu queria que ele retornasse mais lentamente e com um toque "catraqueado", estilo "motor de passo" ou mesmo aqueles telefones antigos que você girava o disco até o número e soltava, não sei se me entende =D. O problema atual é que quando giro o guidão para um lado e solto ele faz um retorno forte demais, estilo pêndulo, o que seria perigoso para o veículo em movimento. Conhece alguma coisa que faça isso?

OBS: quando olhei rápido para o título achei que você estava "vendendo" a a caixa de engrenagens! hauhauhauahau

Grande abraço e queremos novidades!

Wurs 17 de agosto de 2011 01:11  

Acho que uma opção seria montar nele algum tipo de amortecedor, para que segurasse o movimento de retorno e o deixasse mais lento e sem trancos.

Sobre a Oficina

A Oficina foi especialmente criada para servir como canal de divulgação e incentivo a projetos "DIY". (Faça você mesmo!)
Aqui será registrado o andar de alguns trabalhos meus, espero que sejam úteis e possam instigar outras pessoas a também iniciar seus próprios projetos. Entretanto, ocasionalmente pode aparecer alguma coisa estranha aqui, fora do tema. Um devaneio ocasional...
Enfim... Nada mais normal

  © Free Blogger Templates Nightingale by Ourblogtemplates.com 2008 EdiTed aNd MoDiFIed by Wurs

Back to TOP